Um elemento essencial para trabalhar com mais eficiência é a motivação. Porém, várias situações não esperadas no nosso cotidiano podem fazer com que fiquemos desanimados em alguns momentos.

Isso é muito comum no dia a dia das pessoas, principalmente se você trabalha por conta própria, em home office. Sentir-se desmotivado pode ser o início de muitos erros e desistências ao longo da nossa jornada.

Por isso, é muito importante saber como se automotivar. Ter o controle dos nossos pensamentos e saber o que fazer quando estamos desanimados pode nos ajudar a melhorar várias situações.

Independentemente dos fatores externos, é necessário aprender a se estimular para que seus resultados sejam os mais positivos possíveis.

Sabemos que o caminho profissional pode ser turbulento muitas vezes. Mas você não precisa desistir nas primeiras pedras que encontrar.

1. Determine uma meta

Muitas vezes, podemos nos sentir desmotivados por não entendermos bem aonde queremos chegar.

Você sabe o motivo de fazer o que você tem feito diariamente?

O que você quer alcançar com as atitudes que toma no seu dia a dia?

E por que você quer alcançar esses objetivos?

Parar e questionar-se a respeito das suas atitudes profissionais é uma maneira de se conhecer melhor.

Depois de entender o que você tem feito, é possível determinar com mais eficiência as suas metas. E ter objetivos bem definidos é uma maneira de se automotivar. Isso porque a motivação aumenta sempre que atingimos as metas que determinamos para nós mesmos.

Mas tome cuidado para não estabelecer metas  que vão além da sua capacidade. A falta de motivação pode ser resultado da superestimação de nossas forças.

Quando não estamos cientes da magnitude de alguma situação, criamos um estresse desnecessário em nossas vidas. Por isso, escolha suas metas ciente de suas forças e dos recursos que você pode utilizar.

Você sabe como se automotivar com suas metas?

Convencer-se dos seus objetivos principais e não aceitar aquilo que é medíocre e confortável é ótimo para entender o que você quer alcançar.

Além disso, estabeleça planos de curto, médio e longo prazo que podem ser cumpridos.

Planeje-se com uma lista de coisas que você pode fazer e marque sempre os itens já concluídos. Você perceberá que todas as vezes que cumprir um item da sua lista, terá um sentimento de autorrealização e competência.

2. Mude o foco do seu pensamento

Uma das maneiras de aprender como se automotivar é conseguindo mudar o foco dos seus pensamentos.

Você já percebeu como estamos constantemente pensando no que os outros acham? Ou até mesmo supomos o que outras pessoas imaginam?

Há muitas atitudes que tomamos não porque nós gostamos, mas porque acreditamos que sejam importantes para alguém. E isso pode ser uma das grandes razões para a falta de ânimo.

Por isso, tire um pouco do foco no mercado e nos outros. Entenda como você se sente perante tudo. Não tente fazer o seu melhor pensando apenas no que é externo a você.

É claro que você precisa considerar o seu negócio e as pessoas ao seu redor. Mas tente fazer isso entendendo como você se sente diante de tudo que está à sua volta. E caso você perceba que não é isso que você gosta, não tenha medo de mudar.

A mudança é o nosso terceiro item de como se automotivar quando você estiver desanimado.

3. Faça novas escolhas sempre que necessário

Às vezes, algumas mudanças são tudo o que precisamos para nos animarmos mais. E não estamos falando aqui de grandes mudanças. Elas podem acontecer, é claro. Mas pode ser que você precise apenas de uma pequena modificação naquilo que já faz.

O novo e o desconhecido sempre geram um pouco de desconfiança e até medo. Mas saiba que se você não tentar, nunca saberá se poderia ter dado certo.

Não é porque você dedicou muito tempo qualificando-se para uma determinada tarefa que precisa passar o resto de sua vida fazendo isso.

Por exemplo: no mercado digital, principalmente na criação de um curso online, as pessoas escolhem nichos que acreditam ser o que elas amam. Assim, dedicam-se constantemente a aprender mais sobre seu público e área de atuação.

Porém, assim como mudamos ao longo da vida, pode ser que essa pessoa mude de opinião a respeito do nicho previamente escolhido. E é aí que começa a falta de ânimo.

Por ter passado muito tempo estudando e fazendo o seu melhor naquela área, muitos não têm coragem de mudar. Eles acreditam que tentar algo novo do zero seja um retrocesso. Porém, não conseguem perceber que insistir em algo que não gostamos mais só aumenta nossas frustrações.

Saiba que não é porque você começou em uma área que significa que ela é a ideal para você. A vida é feita de escolhas, e você sempre tem a opção de mudar para algo que goste mais.

Fonte: Hotmart.

WhatsApp
Enviar