Diante de um grande desafio, você entra em desespero? Se algo acontece de forma inesperada e negativa, como você reage? De maneira calma ou simplesmente acha que o mundo vai acabar e nada será resolvido?

Você é uma pessoa resiliente? Você consegue analisar os problemas com seriedade e encara as mudanças como algo natural da vida?

Resiliência é a capacidade que o indivíduo tem de responder e forma mais consistente aos desafios e dificuldades, reagindo com flexibilidade e capacidade de superação diante de desafios e circunstâncias adversas.

Conceito emprestado pela Física à Psicologia do Trabalho, a resiliência é a capacidade de resistir às adversidades e reagir diante de uma nova situação. Um profissional pode precisar dela tanto para encarar a pressão do dia a dia e do mercado quanto para atravessar momentos difíceis, como crises econômicas e acidentes.

Sem a resiliência, as dúvidas dão lugar ao pessimismo e tudo é motivo para achar que as coisas vão dar errado, que o negócio não vai para frente, que os clientes não vão aparecer, seu produto ou serviço não vai vender. Desenvolver a resiliência é um dos caminhos para manter a serenidade no trabalho e na vida pessoal. Isso quer dizer que o resiliente é aquela pessoa flexível que consegue se adaptar bem à nova realidade, mesmo que essa não seja nada do que ela esperava.

Se pensarmos um pouco sobre a vida, todos já passaram por momentos difíceis, mas tiveram que se manter firme para continuar. Isso é ser resiliente. No entanto, não é preciso viver algo complicado para aprender a resiliência. Por isso, é tão importante saber mais sobre essa característica.

Qual a relação entre resiliência e empreendedorismo?

O empreendedorismo é um caminho repleto de desafios para quem decide segui-lo. Entretanto, muitas pessoas não levam isso em consideração, o que acaba gerando frustração e até mesmo desistência do sonho de abrir o próprio negócio.

Por essa razão, antes de começar a empreender, é fundamental refletir sobre obstáculos que virão. Algumas situações, por exemplo, fogem do controle, como a realidade do mercado, a mudança de comportamento do consumidor e a rápida evolução nos processos.

Logo, é fundamental que o empreendedor saiba identificar os problemas, desenvolva a criatividade e o autocontrole. Lembrar-se de que empreender é um desafio diário, ajuda bastante no desenvolvimento da resiliência. Sem ela, o pessimismo toma conta, o que consequentemente prejudica mais a empresa do que auxilia na sua manutenção.

A primeira coisa que é preciso desenvolver para se tornar resiliente é usar a razão. Muitos profissionais, no calor do momento e em meio às situações adversas, se deixam levar pela emoção. O fato é que aquele que usa a razão consegue se sair melhor, já que sabe distinguir que aquela é apenas uma circunstância passageira.

Será que você é resiliente?

O conceito de resiliência você já sabe, mas será que você é uma pessoa que pratica a resiliência no seu dia a dia, na sua vida pessoal e profissional? Separei aqui 9 características das pessoas consideradas resilientes. Vamos lá?

1. Elas têm grande capacidade de adaptação

Pessoas resilientes são flexíveis tanto mental quanto emocionalmente. Sentem-se muito confortáveis em utilizar qualidades e comportamentos aparentemente opostos. São indivíduos que têm facilidade em ser ao mesmo tempo lógicos e intuitivos, sérios e brincalhões, calmos e entusiasmados, fortes e gentis.

2. Elas esperam que as coisas sempre terminem bem

 São pessoas dotadas de profundo otimismo ancorado em fortes valores internos. Têm grande tolerância às incertezas e ambiguidades. Conseguem trazer estabilidade em situações críticas ou caóticas. Costumam perguntar: “O que posso fazer para que as coisas terminem bem para todos nós?” ou “Como eu posso ressignificar isso que aconteceu?”

3. Elas criam emoções positivas em épocas de crise

Conseguem mergulhar em situações que para outros são estressantes, porque aprendem ótimas lições de situações negativas. Transformam infortúnios e desgraças em coisas boas e se fortalecem com a adversidade. Costumam perguntar: “Como posso modificar isso? Por que foi bom que essa situação negativa acontecesse?”

4. Elas aprendem continuamente com a experiência de vida

Pessoas resilientes assimilam rapidamente experiências novas ou inesperadas e agregam facilmente essas mudanças às suas vidas. Elas perguntam: “Qual a lição por trás dessa experiência?” Mesmo em meio à crise elas riem e experimentam emoções positivas. Esse comportamento emocional ajuda a liberar a oxitocina e as endorfinas, substâncias preciosas que auxiliam a enfrentar situações de grande pressão.

5. Elas sabem se defender

Quando confrontadas com ataques e manobras mal-intencionadas elas evitam e boqueiam essas ações, sabem respondê-las buscando também apoio, aliados e recursos adequados para o enfrentamento. Isso não quer dizer brigar ou discutir com os outros. Significa que sabem se comunicar e mostrar seu ponto de vista.

6. Elas têm uma autoestima sólida  

A autoestima é como você enxerga a si mesmo e determina o quanto você aprende quando algo deu errado. A autoestima faz com que você respeite a si mesmo e aos outros, e saiba aceitar críticas sem ressentimentos, bem como elogios e cumprimentos, sem se ensoberbecer ou tornar-se arrogante.

Fonte: Isis Moreira

WhatsApp
Enviar